(49) 99811-5023

NO AR

Rádio Emy10

emy10.com.br

Brasil

Fiesc aponta risco de SC não receber recursos emergenciais em infraestrutura.

Publicada em 21/06/2022 às 08:13h - 26 visualizações

por


Compartilhe
 

Link da Notícia:

A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) teme que o Estado deixe de receber recursos emergenciais para obras de infraestrutura. O alerta será dado nesta terça-feira (21) na reunião do Fórum Parlamentar em Brasília com o ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio Cunha Filho. Um documento será apresentado pela entidade empresarial.

 

 A coluna teve acesso ao texto que aponta investimentos insuficientes em ferrovias e rodovias:

"Em reunião recente com a Concessionária Rumo com o objetivo de apresentar o piano de investimentos para a Malha Sul, especificamente para Santa Catarina, foi objeto de preocupação que, no plano preliminar apresentado, constatamos indícios de que nosso Estado não será suficientemente contemplado com investimentos que são emergenciais. Destacamos que a maior movimentação de origem e destino no Estado se dá no trecho Mafra-São Francisco do Sul cujas obras dos contornos nas cidades de Jaraguá do Sul, Sao Francisco do Sul e Joinville, importantes para maior eficiência do eixo, têm sido postergadas por décadas."

 

A Fiesc pedirá, ainda, a garantia de uma eficiente gestão das obras em andamento das BRs 280 (SC), 470 (SC) e 285 (SC) que receberam investimentos “substanciais do Governo Estadual”. O prazo previsto de conclusão no edital das BRs 470 e 280 era no ano de 2017 e 2018, respectivamente.

 

O documento solicita ainda um crédito extraordinário de mais R$ 140 milhões em Investimentos no Programa de Conservação, Restauração e Manutenção das Rodovias Federais Catarinenses, e incluir neste programa o segmento da BR-280 entre Jaraguá do Sul e Mafra.

 

"Destacamos que no OGU 2022 para Manutenção, Conservação e Restauração em Santa Catarina atualmente estão previstos R$ 169 milhões. Este valor está bem aquém do investimento mínimo anual necessário para manutenção da malha federal catarinense, que é de aproximadamente R$ 400 milhões."

 

 

Fonte(s): NSC




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Enquete
Que estilo musical você curte mais atualmente:

 Bandinha?
 Pop Internacional?
 Pop Nacional?
 Sertanejo?







.

LIGUE E PARTICIPE

(49) 3363-0214

Visitas: 12681694
Usuários Online: 2304
Copyright (c) 2022 - Rádio Emy10 - Rádio Emy10 - GNA Comunicações