(49) 99811-5023

NO AR

Caminhos da Roça

Com Chico Machado

Brasil

Carlos Moisés, governador eleito em SC, diz acreditar no servidor público e comemora vitória

Publicada em 29/10/18 as 13:20h por Rádio Emy10 - 52 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Divulgação Internet)

governador eleito do estado catarinense, Carlos Moisés da Silva(PSL), no seu primeiro dia após a eleição disse acreditar no servidor público e comemorou a vitória nas urnas no 2º turno. Eleito com 71,09% dos votos válidos, ele foi entrevistado na manhã desta segunda-feira (29) na CBN Diário, em Florianópolis.

“Eu acredito muito nos servidores públicos. Muitas pessoas criticam. Existem servidores que são exemplares e outros que nem tanto, obviamente, como em todas as áreas. Mas, tenho a convicção de que nós temos muitos servidores de valor e essas pessoas que tocam o estado na verdade. Se pegar em qualquer pasta setorial você pode ter um grande secretário, uma pessoa com iniciativa, passado de agregação, mas se ele não tiver um time que trabalha com ele essas pastas não caminham", disse.

Sobre a composição do governo, afirmou que o governo será formado por pessoas bem intencionadas. "Que tenha esse cuidado com o erário público, são pessoas que estarão próximas de nós, essa é a única característica, principal, aliás, além da questão da competência, que a gente entende ser agregada. Não adianta você ter alguém muito competente e mal intencionado, com ideias não republicanas", afirmou.

 

Vitória

Carlos Moisés da Silva ainda comemorou o resultado e agradeceu os eleitores. “É gratificante de fato esse retorno da sociedade do eleitor catarinense, do eleitor nascido aqui, do eleitor de coração, daquele que nos depositou voto da esperança, o voto da confiança, e nesse segundo momento da eleição nesse segundo turno e de forma realmente tão significativa com mais de 70% dos votos consolidando a ideia".

O governador eleito relembrou os primeiro passos da filiação ao PSL, que ocorreu em março deste ano. “O primeiro convite foi para presidir o partido em Tubarão, feito pelo Lucas [Esmeraldino, vereador em Tubarão], que era candidato ao Senado e presidente do partido hoje e ele não sabia que eu já estava morando em Florianópolis. Então foi uma novidade para ele e ele fez o convite para ir até a Executiva estadual para ser tesoureiro do partido. Nessa jornada a partir da filiação eu tenho que admitir que aonde eu ia acompanhando o Lucas, as pessoas começaram um pouco a brincar comigo dizendo 'meu governador, meu governador', isso acontecia muito”, afirmou.

Além disso, ele recordou momentos que antecederam dentro do partido para chegar ao nome do candidato, já que não havia concorrido a nenhum cargo eletivo. “Apesar da brincadeira, eu rechaçava a ideia num primeiro momento, mas essa coisa foi ficando mais séria, outros nomes também surgiram e aí até então colocamos o nome a disposição. Não no dia 4 foi um pouco antes, isso veio sendo discutido, negociado com os outros interessados também, mas a definição se deu realmente no final, no penúltimo dia possível para a definição. De qualquer maneira é recente, porque no primeiro momento era pra ser um auxiliador, um tesoureiro do partido. Então isso trouxe a novidade para todos nós, mas nada que a gente entendesse que não se tenha qualidade humana e técnica para tocar um processo como o governo do estado e também equipes. A gente conhece muita gente em Santa Catarina, muitas pessoas do poder público, do executivo estadual e entendemos que isso era plenamente possível. Fui escolhido a partir que coloquei meu nome e briguei por ele”, recorda.

Carlos Moisés também comentou sobre a possibilidade de um tratamento privilegiado em função da relação de estar aliado ao mesmo partido do presidente eleito Jair Bolsonaro. "O governador tem que governar para Santa Catarina como um todo, para aqueles que votaram e que não votaram. O alinhamento é muito bom, gera uma relação de confiança, mas o presidente tem de governar para o país todo, a gente não tem a falsa ilusão de que há facilitações. Eu peço que todo esse viés da política antiga tem que ser trocado por uma política de estado", completou.

G1 SC




Enquete
Que estilo musical você curte mais atualmente:

 Sertanejo?
 Bandinha?
 Pop Internacional?
 Pop Nacional?







.

LIGUE E PARTICIPE

(49) 3363-0214

Visitas: 8053593
Usuários Online: 1983
Copyright (c) 2018 - Rádio Emy10 - Rádio Emy10 - GNA Comunicações